História do Dia dos Namorados

O dia dos namorados tem como origem um certo dia de jejum em homenagem a São Valentim! No entanto a associação deste dia ao romantismo, chegou depois do final da Idade Média, até lá tinha outros objectivos concretos.

O Bispo Valentim que era contra a proibição do casamento, foi contra as ordens do imperador Cláudia II e além de continuar a celebrar casamentos ele próprio contraiu matrimónio e depois de tudo isto descoberto acabou mesmo por ser condenado à morte.

O dia da sua morte – 14 de Fevereiro – acabou depois por ser considerado um marco histórico e foram proclamados vários rituais e festivais associados a esse marco.

Existe ainda quem considere que o Dia dos Namorados teve origem no séc. XVII onde os ingleses e franceses celebravam a união entre namorados de uma forma especial. O grande apogeu deste dia foi tido pelos Estados Unidos que lhe deu o nome de Valentine’s Day.

Hoje em dia este dia é muito mais capitalista e materialista que outrora foi, com a oferta de recados e objectos simbólicos do seu amor entre os amados. Mesmo que a real intenção deste dia seja celebrar o amor, existe muitas pessoas que pensam que apenas com a troca de presentes esta troca é feita, o que é errado pois o verdadeiro sentimento não necessita de objectos para a sua demonstração.